Saídas de Campo

SAÍDAS DE CAMPO

Os participantes já inscritos que pretendam participar devem contactar a organização através do email: congresso.geoquimica2018@utad.pt

 

I. Ocorrências e aproveitamentos de águas minerais naturais condicionadas pela estrutura tectónica Vila Real – Verín

Alcino Sousa Oliveira, José Martinho Lourenço, Anabela Reis (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro)

Resumo: Ao longo da megaestrutura tectónica conhecida como Zona de Falha de Vila Real-Verin registam-se inúmeras ocorrências de águas minerais naturais de natureza gasocarbónica, bicarbonatada, sódica e ácida, particularmente no sector localizado entre Vila Pouca de Aguiar e Chaves (norte de Portugal continental). Destacam-se as ocorrências das zonas de Pedras Salgadas, Vidago e Chaves, num contexto de natureza granitóide e metassedimentar do domínio da Zona Geotectónica da Galiza Trás-os-Montes.

A saída de campo a efetuar enquadra um percurso abrangente, definido desde as áreas de recarga até às zonas de descarga do sistema hidromineral gasocarbónico, na perspetiva de levar a conhecer o contexto geomorfológico e litoestrutural enquadrante deste sistema e de abordar a origem e a génese destas águas minerais. No trajeto que se pretende efetuar às zonas referidas, dar-se-á ainda ênfase aos diferentes aproveitamentos de que as mesmas têm sido alvo, ao património termal a elas associado e ao desenvolvimento económico-social para a região decorrente da sua exploração. A prova destas águas à boca da captação, a visita a locais emblemáticos, testemunhos do aproveitamento desde há longa data, e o contacto com as águas minerais mais quentes de Portugal continental, cerca de 75 °C (em Chaves), são experiências que se irão ensaiar.

 

II. Os pegmatitos de lítio do Barroso: da geologia à sua aplicação no passado, atual e futura

Alexandre Lima (Universidade do Porto), Fernando Pacheco (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro) e Fernando Noronha (Universidade do Porto)

Resumo: Portugal tem uma grande diversidade geológico-mineira com potencial económico, onde se inclui os minerais de Lítio (Li). Estes têm diversas utilizações, como seja sob a forma de minerais industriais, por exemplo na indústria cerâmica e do vidro, até à sua utilização como fonte de metal Li que é uma das chaves da viabilidade da mobilidade elétrica. Para além disso tem um papel na metalurgia de ligas leves de alto desempenho.

Portugal assiste presentemente a uma autêntica corrida de prospeção ao Li, motivada pela existência de vários recursos em território Nacional. A região com maior potencial é o Campo Pegmatítico do Barroso-Alvão, no qual estão definidas reservas de Milhões de toneladas de mais de 1% de Li2O com origem em pegmatitos quer de petalite quer em pegmatitos de espodumena.

Nesta visita de campo iremos visitar a Mina de espodumena de Alijó do Grupo Lagoa, a campanha de sondagens da Mina do Barroso operada pela Empresa Savannah Resources plc, e a mina de petalite de Lousas da Empresa Felmica.

 

III. Geotransversal do Maciço de Morais: percurso no Geoparque Terras de Cavaleiros

Diamantino Pereira (Universidade do Minho), Rui Dias (Universidade de Évora), Rui Teixeira (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro)

Itinerário da Saída de Campo